Empresa descumpre Estatuto do Idoso e é obrigada a ressarcir cliente

A cliente de 81 anos pagava mensalidade de R$ 2.243,07

A Justiça de São Paulo proibiu a SulAmérica de fazer reajustes por idade no plano de saúde de uma consumidora de 81 anos. Além disso, o juiz determinou que a operadora devolvesse todos os valores pagos além do reajuste permitido anualmente pela ANS (Agência Nacional de Saúde), que hoje é de 9,65%.

A idosa assinou o contrato em 1993, quando tinha 60 anos e para surpresa da beneficiária, a operadora vinha aumentando o valor da mensalidade em 5% ao ano, além dos reajustes da ANS.

No entanto, em 2004 entrou em vigor o Estatuto do Idoso que, entre outras coisas, proíbe que o plano de saúde cobre a mais do consumidor com mais de 60 anos. Mesmo que o reajuste esteja definido em contrato, o consumidor idoso tem o direito de entrar na Justiça e buscar o ressarcimento, pois o aumento é abusivo e a lei proíbe a discriminação ao idoso.

— Atualmente, a consumidora pagava R$ 2.243,07 ao mês. Quando ela estava prestes a completar 81 anos, iria passar por mais um reajuste de faixa etária. Com medo de ficar sem plano, por não ter condições de pagar a mensalidade, ela decidiu recorrer à Justiça.

A idosa procurou outros planos de saúde, mas todos exigiam período de carência e cobravam muito mais. A advogada da idosa conseguiu uma liminar na Justiça para proibir esse aumento aos 81 anos, e na ação pediu a devolução do dinheiro pago a mais.


Conforme a decisão, a SulAmérica deverá recalcular o valor da mensalidade desde o primeiro reajuste, extraindo os 5% de aumento aplicados todos os meses desde então.

— Além de os idosos conseguirem a proibição do aumento, geralmente, os juízes também determinam a devolução de todos os valores pagos em abusividade nos últimos dez anos, o que é mais uma vitória para o consumidor.

 

Outro lado

Em nota, a SulAmérica afirma que "não comenta decisões judiciais sobre as quais ainda cabe recurso".

 

Com informações do site R7

Foto: reprodução Thinkstock

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.