Representantes de planos e beneficiários participam de audiência

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) não mandou representante.

Representantes de planos de saúde e de órgãos de defesa do consumidor participaram na quarta-feira (28), de audiência pública na Assembleia Legislativa do Maranhão, em São Luís. Três operadoras mandaram representantes: Atemde, Multiclínicas e Unimed. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) não mandou representante.

 

Na audiência pública, que durou cerca de três horas, clientes de planos de saúde insatisfeitos reclamaram da falta de atendimento nas redes credenciadas pelas operadoras. Rosivânia Matos, beneficiária do plano Unimed São Luís, está há um ano em tratamento para passar por uma histerectomia, operação cirúrgica para retirada do útero. Porém, ela não consegue dar continuidade e marcar a cirurgia. O motivo é a falta de médicos conveniados. "Já são três médicos que me dizem a mesma coisa, que a Unimed não está pagando eles. Eu estou à deriva, sem saber o que fazer" contou Rosivânia.

 

A advogada da Unimed São Luís, Vânia Camelo, admitiu que o plano está com alguns problemas financeiros e declarou que a empresa está trabalhando para solucionar os problemas. Ela disse ainda que a situação deve se revolver com a inauguração do Hospital Ludovicense, no local do antigo Hospital Aliança. "Isso realmente vai se resolver, porque com este hospital não vai haver mais tanta dependência de outros hospitais" garantiu a representante do plano.

 

Os deputados estaduais falaram em acionar a bancada federal do Maranhão em Brasília e na criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as responsabilidades dos planos de saúde pela falta de atendimento aos consumidores.

 

Fonte: G1

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.